Perdi-me no Google Maps | Street View Photography

18 fevereiro 2018

Não há dois olhares iguais, e essa é uma máxima que levamos muito a sério por estes lados. Por isso acreditamos que fotografar o que já foi registado antes, pode ser bastante desafiante e imaginativo! A Street View Photography é uma prática recente mas com cada vez mais adeptos, e por aqui já nos rendemos.

Tropeçámos neste conceito há alguns meses, num artigo do público, onde falava sobre a neozelandesa Jacqui Kenny, também conhecida por Agoraphobic Traveller. Esta fotógrafa invulgar, perante o diagnóstico de agorafobia, uma doença que a incapacita de viajar da forma comum, decidiu tirar partido das ferramentas que a internet coloca hoje ao nosso dispor, e reinventou para si uma forma de partir à descoberta, sem abandonar o conforto da sua casa.

Através do Google Street View, Jacqui começou a traçar o seu próprio olhar sobre os registos desta plataforma, captando imagens que por diversas razões lhe chamavam a atenção, e moldando-as ao seu gosto através da edição. Aos poucos, foi-se apercebendo do tipo de imagens que mais a entusiasmavam, nomeadamente as tiradas em zonas áridas, como desertos ou locais amplos com muita luz:

"A luz é incrível nesses lugares e a luz é importantíssima para mim. 99,999% das imagens do Google Street View têm uma luz desinteressante. Descobrir os locais onde há luz e cores incríveis pode ser um processo intensivo e extenuante."



E para quem acha que é um processo desinteressante e pouco criativo, está bem enganado! As limitações subjacentes a algo que não é passível de ser alterado, fazem com que Jacqui tenha de fazer um jogo de cintura bem criativo para conseguir a sua "marca pessoal" neste tipo de arte.

"Permaneço na mesma povoação até encontrar algo que valha a pena ‘guardar’, quer demore minutos, horas ou dias. O processo é muito parecido com o da fotografia tradicional, com a procura da combinação geo-temporal ideal."

Já conta com cerca de 27 mil registos, alguns deles partilhados na sua página de instagram, e até já teve uma exposição!
Ainda antes de Jacqui, viemos a descobrir que já Jon Rafman desbravava há algum tempo as ruas da Google. Através do seu projeto 9-eyes, cujo nome é referente às 9 câmaras dos carros da Google usados para registar o mundo, sem revelar localizações, Rafman foi selecionando um conjunto variado de fotos "a nu" do Street View. Ao contrário de Kenny, cujo desafio está em trabalhar a imagem através da edição, tornando-a "sua" através de uma reinvenção do registo, a descoberta de Rafman é muito mais conceptual: trata-se de procurar imagens reveladoras daquela que é a nossa realidade, sob o olhar neutro de uma máquina. 

Numa entrevista que podem consultar aqui, e que vale mesmo, mas mesmo, a pena ver, Rafman fala do seu projeto e das intenções que lhe estão subjacentes. Segundo o artista, uma das coisas que mais o fascina nesta busca é a neutralidade do olhar fotográfico. Ao contrário da fotografia tradicional, na qual há uma intenção clara em fotografar determinado objeto, paisagem ou momento, na fotografia de Street View o processo é feito por uma máquina, o que confere um cunho quase filosófico ao resultado: saber que é possível captar a beleza do mundo de forma completamente espontânea, aleatória e inesperada é uma viragem na forma como entendemos o registo visual. 

No seu projeto, são várias as categorias que se dedica a reunir: as mais divertidas e inesperadas, as relativas a paisagens naturais, as de carácter social/cultural, as de resposta à presença dos carros da google (muito simpáticas, como devem imaginar), e as surreais. Aqui ficam alguns registos deste trabalho incrível, na nossa opinião, que nos deixa a refletir sobre uma série de questões: o poder ilimitado da internet, que nos permite transportar para qualquer lugar; as fronteiras indefinidas da fotografia e as (cada vez mais numerosas formas) de a transformar e reinventar; a subjetividade do belo e do olhar sobre a realidade; e a própria diversidade de vivências que atravessam o quotidiano e que ficam congeladas num momento não planeado, pela lente de nove câmaras.









Inspirados por estes exploradores da web, também nós decidimos mergulhar nos mapas da Google, e partilhamos convosco alguns dos nossos olhares (sem edição).





















Esperamos que tenham ficado curiosos, e caso desejem experimentar, partilhem connosco os vossos registos através da hashtag #palavrapadrao

Até breve, beijinhos e abraços,
e muitos palhaços,

Artur e Daniela



29 comentários:

  1. Uau não fazia ideia e fiquei fascinada! Nunca tinha pensado nesta possibilidade, mas também já dei por mim a pensar quando estou a ver alguma morada com street view que há sítios que ficam tão bem captados.
    Adorei as imagens! Quer as dos outros artistas quer as vossas, estão simplesmente fenomenais e prendem o olhar :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado! :) É uma modalidade mesmo interessante e diferente da fotografia! Experimenta e partilha as tuas fotos na #palavrapadrao :D

      Eliminar
  2. Tão mas tão fixe! Adoro! Pus-me a pensar se poderíamos combinar uma viagem digital a qualquer lugar do mundo e fazermos um álbum de viagem. Enfim! Muito grata pela partilha!
    A adorar o vosso blogue que não conhecia! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que ideia maravilhosa!! Quem vota num instameet por streetview?? :D
      Muito obrigado! Bem-vinda ao nosso pátio ^_^

      Eliminar
    2. Acho mesmo que é uma ideia brilhante!! Vamos conversar sobre isso Lucie, vou mandar-te uma msg no whatsapp xD

      Eliminar
  3. Desconhecia este conceito por completo, mas adorei! Isto é mesmo interessante :D
    Gostei muito dos vossos olhares

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado! Porque não tentas também e mostras a tua visão do mundo? Uma dica, o Google Earth é capaz de ser mais engraçado para isto :D

      Eliminar
  4. Que conceito interessante! Não conhecia mas adorei! A maneira como cada um olha para o mesmo local é diferente e fascinante!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o mais fascinante é o facto de ser uma máquina a capturar as fotos de maneira completamente aleatória! Depois cada um vê a beleza na pequenas coisas :)

      Eliminar
  5. Uma bela forma de Big Brother.
    Bom resto de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, é importante refletir como hoje em dia estamos todos constantemente debaixo de olho!
      Igualmente!

      Eliminar
  6. Não conhecia o conceito, mas adoro a forma como alguém deu a volta a uma situação que normalmente a condicionaria a fazer algo que gosta :)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Catarina! Um exemplo de como é possível contornar as nossas limitações de uma forma criativa e cheia de potencial! :)
      Beijinhos,
      Daniela

      Eliminar
  7. Obrigada pela visita ao meu blog Daniela. Nunca tinha ouvido falar neste conceito mas é interessante para quem não pode ou não tem possibilidade de viajar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sami! Bem-vinda ao nosso cantinho :)
      É uma maravilha, vale a pena experimentar esta forma de viajar! :)

      Eliminar
  8. Gostei bastante deste trabalho meus amigos e as fotografias estão espectaculares.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado Francisco! continuação de uma boa semana!

      Eliminar
  9. Eu perco-me por completo com fotografias. Para mim uma das mais belas formas de arte. E uma das mais poderosas. Consegue conservar momentos e memórias. Adorei o conceito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida alguma, Cláudia! Além de tudo isso, é também uma forma linda de pensar sobre a realidade! :)

      Eliminar
  10. r: Foi o primeiro livro que li da autora, mas rendi-me por completo. A história é fabulosa :)

    ResponderEliminar
  11. Não conhecia o conceito, mas parece-me interessante. Beijinho Daniela e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Sandra! É de experimentar uma viagem no Google maps! :)
      Beijinhos!

      Eliminar
  12. Estamos sempre a aprender, o que é muito saudável.
    Interessante e as fotos são excelentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida alguma! É uma delícia descobrir estes segredos guardados na internet!

      Eliminar

Palavreiro(a), vai em frente, partilha connosco as tuas palavras :)