A Beautiful Week | Março

31 março 2018

E chegou o momento "A Beautiful Week" de março! Para os mais palavreiros de primeira viagem, trata-se de um projeto fotográfico cuja intenção é desafiar-nos a registar, durante 52 semanas, momentos e rituais do quotidiano que contribuem para o nosso bem-estar e felicidade. Inspirado no desafio "Capture real life in 52 weeks" do blog A Beautiful Mess, o mês de março chega com novos temas e motivos de reflexão!

1.  Vulnerability (pela lente do Artur)


há em mim um murmúrio que inquieta,
que me expõe a alma no corpo,
através de ti.

2. Where you live (pela lente do Artur)


Bem, eu que já andei com batotas o mês passado, decidi elevar a fasquia este mês (qualquer dia as meninas do Beautiful Week esfolam-me vivo)... Como o tempo andava ranhoso e eu completamente atacado por aquela enfermidade banalmente conhecida como preguiça, dei por mim a vaguear no Google Maps a "tirar prints" à zona onde habito. Não querendo entrar no domínio das desculpas esfarrapadas, a verdade é que eu tencionava mesmo ir lá fora tirar fotos, só que gostei demasiado dos prints que fiz... e como eu acredito muito na modalidade de Street View Photography, acabei por querer contribuir um bocado mais para esta área em expansão <3 (ok, parece que acabei por pisar um bocado a linha das desculpas esfarrapadas, mas vá, espero que gostem :D)









3. Portraits of loved ones (pela lente da Daniela)

Uma coisa engraçada foi que sempre passei ao lado dos retratos. Nunca foi um tipo de fotografia que me entusiasmasse, e desta vez, ao experimentar o desafio, descobri que não só me identifico com esta técnica como senti vontade de continuar a explorá-la. Para quem me conhece, sabe que este é um desafio e tanto para mim. Sou uma rapariga de sorte, tanta, mas tanta sorte, que posso afirmar que para isto ser à séria, teria de haver espaço para mais de 50 retratos, sendo que 40 deles seriam só para fotografar todos os elementos da família com quem estou semanalmente, ao domingo. Mas resolvi não vos maçar com a fronha de todos os Pineu Oliveira e reduzi isto ao meu núcleo duro de grandes amores. Desta vez ficam de fora os meus loved ones por opção, os com quem não tenho laços de sangue, mas sim de amizade duradoura e indestrutível. Fica a promessa de que numa próxima irei retratá-los também, até porque, posso ser suspeita, mas só tenho amigos(as) giros(as) para caramba.

A Mami Margarida
O Papi António
O Tito (Joana, a minha irmã mais nova)
O Bu Zé e a Bó' Bi
A Bó'Ninhas
As manas catatuas
A Madrinha
Salvador (aka Salvati, Bati, Batusco)
E agora uma batota, além de ter sido tirada antes de março,
 não é bem um retrato, mas bem, retrata-o, por isso acho que faz sentido para aqui.


4. Black and White (pela lente da Daniela)

Não tenho por hábito fotografar a preto e branco. É um tipo de fotografia que não me encanta por aí além, e por isso tive alguma dificuldade neste desafio, agravada por esta chuva aborrecida. Decidi então partilhar uma batota, a minha fotografia favorita que tirei nesta modalidade, e uma não-batota, tirada no feriado, a uma parte da casa decorada toda em tons de preto e branco. Detalhe: o quadro é da autoria do meu pai, com arame, gesso e tinta :)




"A Beautiful Week" é um projeto que, além de nós, reúne um conjunto de pessoas cheias de bichinhos carpinteiros:

Ana Garcês - www.infinitomaisum.com 
Catarina Sousa - www.joanofjuly.com
Joana Sousa - www.jiji.pt
Lucie Lu - www.lucielu.pt
Marta Chan - www.viveraviajar.com
Raquel da Silva - www.meeksheep.com

27 comentários:

  1. Respostas
    1. Muito obrigado! Esperemos que também tenha tido! :)

      Eliminar
  2. Adorei os retratos de vulnerabilidade do Artur, mas admito que fiquei com vontade de experimentar o street view photography! Os retratos dos Pineu Oliveira ficaram muito bonitos e a mãe da Daniela tem um sorriso incrível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh muito obrigado querida Raquel! E devias mesmo, aposto que ias encontrar coisas incríveis e captar fotos lindas! Aproveita e anda viajar connosco à Route 66 :b

      Eliminar
  3. Uma variedade interessante e expressiva de olhares que foram do meu agrado!!!
    Que nesta Páscoa ... se sinta bem FELIZ!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado! Esperamos que também tenha tido uma Páscoa muito feliz e cheia doces :D

      Eliminar
  4. Gostei principalmente dos retratos! Achei-os mesmo muito naturais e reais, adorei!

    MESSY GAZING

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma área da fotografia que ambos gostamos muito e queremos aprofundar! Ficamos muito felizes por saber que foram tão bem recebidos ^_^

      Eliminar
  5. Curiosamente, adoro fotografias a preto e branco, acho que têm outra essência. Porém, acabo por tirar muitas mais a cores :p
    A vulnerabilidade pela lente do Artur e os retratos pela lente da Daniela ficaram incríveis!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso já fui um grande fã de fotografias a preto e branco e, durante muito tempo, só tirava fotos assim! Ultimamente sou incapaz de tirar uma porque não me identifico! Mas acho que é um bocado por fases, talvez daqui a uns tempos volte a esse mood ahah
      Muito obrigado Andreia! Ficamos mesmo felizes por teres gostado ^_^

      Eliminar
  6. Adorei os retratos e as emoções captadas neles! Fotografias muito boas e bonitas!

    Ps: Foste identificada para uma tag lá no blog :D
    https://aguadelotus.blogspot.pt/2018/03/tag-liebster-award.html

    Beijinhos!
    https://aguadelotus.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, com esse é que não estávamos à espera! :D Assim que pudermos vamos tratar disso! Muito obrigado Ana! :D

      Eliminar
  7. Olá, as fotos ficaram muito bonitas, em especial a dos retratos, gostei da forma como as emoções das pessoas foram captadas! Parabéns!

    Ariadne
    www.devoltaaoretro.com.br

    ResponderEliminar
  8. Ah caramba. Vir aqui é sair com vontade de criar!

    Artur, por mim estás perdoadíssimo. As tuas batotas são super originais e as primeiras fotos dão-te créditos para fazeres o que quiseres. Caramba!

    Daniela, por favor aposta no retrato! Sabes bem quando apanhar o momento certo - e a fotografia da tua irmã é a coisa mais adorável do mundo! Btw, ainda bem que foste desenterrar a fotografia das bailarinas <3

    Nunca mais chega o fim de Abril! :p

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então vamos dar asas a essa vontade!! :D

      É bom saber que estou safo (pelo menos para já xD), mas é melhor não me darem muitos créditos que de caminho estou a fazer temas completamente fora dos trilhos ahahah

      Partilho da tua opinião! Acho que ela tem mesmo um talento inato para captar a essência das pessoas, e isso é o mais bonito nos retratos :)

      Deixa-o ir com calma que agora estamos (acho que todos) no modo procrcastinador 9000 ahah

      Eliminar
  9. Uauuuu ainda estou pasmada com as fotografias da Vulnerabilidade, estão divinais! Muito bem conseguidas mesmo! E adoro que admitas as tuas batotas, acaba por ser cómico ler as tuas desculpas hehe

    Daniela tens uma familia cheia de luz, dá para ver bem isso nos seus sorrisos e olhares, tens mesmo muita sorte. Os retratos que tiraste estão maravilhosos, a fotografia das manas está fabulástica :D

    ResponderEliminar
  10. Como já foi dito o conceito 'vulnerabilidade' foi muitíssimo bem explorado e adorei as irmãs catatuas. :D

    ResponderEliminar
  11. Mais uma vez adorei todas as fotografias! Trazem sempre os detalhes mais especiais com elas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso que procuramos fazer em tudo o que fazemos aqui! Ficamos mesmo felizes por saber que o conseguimos passar para esse lado! :D

      Eliminar
  12. Bem, vamos lá clarificar uma coisa!
    Isto de tirarem fotografias que apetece ter em todas as paredes cá de casa tem que acabar :P É que a minha casa tem 31 metros quadrados e assim fica difícil!
    Adoro as primeiras, têm uma poética muito bonita.
    Fez-me lembrar um poema que usei quando estudava fotografia:

    Ternura
    Desvio dos teus ombros o lençol,
    que é feito de ternura amarrotada,
    da frescura que vem depois do sol,
    quando depois do sol não vem mais nada...

    Olho a roupa no chão: que tempestade!
    Há restos de ternura pelo meio,
    como vultos perdidos na cidade
    onde uma tempestade sobreveio...

    Começas a vestir-te, lentamente,
    e é ternura também que vou vestindo,
    para enfrentar lá fora aquela gente
    que da nossa ternura anda sorrindo...

    Mas ninguém sonha a pressa com que nós
    a despimos assim que estamos sós!

    David Mourão-Ferreira, in "Infinito Pessoal"

    E os retratos! Estão todos tão divertidos!
    A adorar este blogue. Palavra de honra, que é como quem diz, palavra padrão!

    (Desculpem o mega comentário)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes sempre arranjar uma casa maior :b Ahah! Ficamos tão felizes com esse comentário!! :D

      Desconhecia o poema, mas está mesmo bonito e realmente até se enquadra com as fotos ^_^

      Oh, nada que pedir desculpa! Comentários assim enchem-nos o coração :D

      Eliminar
  13. As vossas fotos são sempre tão bonitas, luminosas e inspiradoras! Gosto particularmente da interpretação de "vulnerability" e dos retratos dos "loved ones". Cada vez mais apaixonada por este desafio fotográfico. :)

    Joan of July

    ResponderEliminar
  14. Não conhecia esse projecto, é interessante! :) Gostei muito das fotos e dos prints. :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  15. Adorei os retratos. Boas expressões captadas. É sem dúvida um óptimo desafio.
    Xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  16. Gostei imenso. As do Artur estão fenomenais.
    Quem tem uma mãe Margarida, tem tudo!

    ResponderEliminar

Palavreiro(a), vai em frente, partilha connosco as tuas palavras :)