Um olhar sobre a Carrasqueira.

06 julho 2018

Curiosamente, este é um post de poucas palavras. Há sítios que falam linguagens universais na forma como se imprimem em nós, e este é um deles. 

Pela lente da Daniela

Durante as férias, eu e a minha família temos a tradição implícita de escolher um lugar no Alentejo para passar uma semana. O  ano passado a bússola apontou para a aldeia de São Cristóvão, da qual falei aqui, e num dos dias que lá estivemos, decidimos visitar a Carrasqueira. Cheios de imagens de fotógrafos talentosos na cabeça e expetativas lá no alto, lá rumámos ao cais palafítico, sem saber ainda que qualquer imagem ou descrição daquele lugar, não consegue nem aproximar-se da experiência de o visitar.

Se não acho nunca que uma imagem valha mais que mil palavras, dou-vos hoje a mão à palmatória com estes registos de uma paisagem sobre a qual não sei escrever:




















A Carrasqueira é uma aldeia situada no concelho de Alcácer do Sal, cuja maior atração é o cais palafítico, uma construção de madeira que tem como função auxiliar os pescadores a alcançar as embarcações de pequena dimensão, bastante comuns na zona. 

O nascimento deste cais data dos anos 50 do século XX, quando os pescadores se debatiam com a dificuldade de ter de percorrer centenas de metros em terreno pantanoso para chegar até aos barcos, nas alturas de maré vaza. A ideia de improvisar uma estrutura básica que lhes permitisse chegar aos barcos foi ganhando corpo durante os anos e crescendo conforme as necessidades, ficando com um ar permanentemente incompleto. 

Atualmente, o cais da Carrasqueira cobre já algumas centenas de metros - que podem ser percorridos com à vontade e segurança (acreditem, eu estive lá, o que quer dizer que qualquer comum mortal com mais de 2 anos de idade consegue também) e além da beleza característica da obra dos pescadores, é também possível avistar algumas aves e uma paisagem de tirar o ar. 

9 comentários:

  1. Não conheço, mas pelas fotos deve ser muito bonito e diferente.
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  2. Tenho pena de ainda não conhecer bem o Alentejo. Mas quando o fizer, Carrasqueira será um dos meus pontos a visitar.
    Parabéns pelo blog. Sou uma nova vizinha que também adora histórias.

    ResponderEliminar
  3. Que fotografias tão bonitas :) Não conheço a Carrasqueira mas é, sem dúvida, um sítio que quero muito visitar.

    ResponderEliminar
  4. Durante vários anos, também ia sempre para o Alentejo de férias. Que saudades *-*
    Nunca visitei a Carrasqueira, mas a julgar pelas fotografias tenho mesmo que o fazer

    ResponderEliminar
  5. não conhecia, mas as fotos estão fantásticas e transmitem imensa paz (:

    http://arrblogs.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Gosto da zona e os olhares estão fantásticos!!!Bj

    ResponderEliminar
  7. Não conheço a Carrasqueira, mas essas fotos estão fantásticas e dão-me vontade de conhecer :)

    ResponderEliminar
  8. Estas estruturas improvisadas, proporcionam imagens bem especiais!
    Nunca lá fui... mas já tenho visto, através dos olhares de outros fotógrafos, e deve ser mesmo um local bem gratificante, para fotografar!... Tal como as vossas imagens, também o atestam, tão bem!
    Belíssimo, este vosso espaço, que adorei conhecer... e grata pela vossa simpática visita em artandkits.blogspot.com
    De momento, estou quase de partida, para férias... mas no meu regresso, será um prazer passar por aqui, para espreitar as novidades, e conhecer melhor este espaço tão agradável!
    Tudo de bom! Bjs e abraços!
    Ana

    ResponderEliminar
  9. essas fotos são maravilhosas!
    xo, Ana Rita Leite

    WHITEDAISY

    ResponderEliminar

Palavreiro(a), vai em frente, partilha connosco as tuas palavras :)